Raças de cães - Yorkshire

FICHA - RAÇAS PEQUENAS - YORKSHIRE

OUTROS NOMES: yorkshire terrier, "yorkie".



ORIGEM: Grã-Bretanha.  
Vive em média 12 a 15 anos.
Atinge idade adulta aos 10 meses.
PESO: 3.1 kg (tanto para machos quanto para fêmeas).
ALTURA: 20 cm (macho) e 17,8 cm (fêmeas).
COMPRIMENTO: o mesmo da altura.
QUANTIDADE DE RAÇÃO: 220 g, repartidos em 2 refeições ao dia, no almoço e no jantar.
CORES DA PELAGEM: azul-aço escuro e pelos fulvos na fronte, pernas e pontos específicos. A cor da pelagem só é definida na idade adulta. Os filhotes nascem com a pelagem de cor preta e dourada, e vai clareando com o tempo.
COMPORTAMENTO: simpático, inteligente, charmoso, excelente companheiro, afetuoso, alegre e atento. Enérgico e muito seguro de si.
Ótimo para crianças, pois não se irrita com facilidade.
É muito territorial, por isso não aprecia o convívio com outros cães. Por outro lado, essa característica faz dele um ótimo cão de alarme.
Vive muito bem em apartamentos.
Fêmea apta a engravidar com 18 meses.
Macho apto a cobrir com 10 meses.
A fêmea é boa reprodutora até 8 anos.
DO QUE GOSTA: da atenção da família, aventuras, encrencas, estar sempre ocupado.
DO QUE NÃO GOSTA: passar muito tempo sozinho, cães estranhos, ser ignorado.
PRIMEIRO BANHO DE VIDA: aos 4 meses.
BANHOS APÓS ADULTO:  2 vezes por mês. O pelo deve ser escovado diariamente, ou então, tosado no estilo "filhote" para quem não quer ter trabalho com a escovação.
EXERCÍCIOS: caminhadas diárias ou ser solto em um lugar amplo para gastar energia.
AMPUTAÇÕES CIRÚRGICAS: cauda, muito embora alguns donos prefiram não cortá-la. Utiliza-se talas nas orelhas dos filhotes para a cartilagem ficar em pé (nesse procedimento não há cirurgia).
CLIMA: é sensível ao frio. Gosta de nadar.
CUIDADOS NO SÍTIO OU NA FAZENDA: não são cães de exterior. Quando nesses locais, devem ter sempre a supervisão do dono para não se machucarem. A pelagem também é prejudicada. Extremo cuidado com carrapatos.
OBSERVAÇÕES: A raça é originalmente rateira, ou seja, foi criada com o objetivo de caçar ratos sob assoalhos e pequenos túneis.
Nunca adquira um Yorkshire "mini", "micro", "zero" ou "anão". Essas denominações ou "variedades" na verdade não existem. O que ocorre são cruzamentos feitos por criadores inescrupulosos que se aproveitam do modismo e da ignorância das pessoas. Esses cruzamentos são feitos no intuito de produzir os menores exemplares possíveis. Esses exemplares quase sempre apresentam saúde fragilizada e inúmeros problemas que só vão aparecer na idade adulta, como moleira aberta, problemas cardíacos, epilepsia, dentes fracos e hidrocefalia. Fêmeas miniaturizadas não conseguem ter partos normais.

E você? Tem um yorkshire? Fale sobre ele nos comentários!

1 comentários:

Giordano Fleury disse...

Parabéns Artigo extremamente Relevante !!

Giordano
http://www.vidamansa.com
http://www.puzzle3d.com.br